Mantenha seu cão ou gato longe dos vermes.

Veja as dicas e saiba como identificar
se seu cão ou gato tem uma verminose. 

Cães passeando sem vermes - SEMVERMES
A maioria das verminoses caracteriza-se por sinais clínicos gastrointestinais. É nesses órgãos que os vermes (parasitas) se alojam, pois ali encontram alimento em abundância e um ambiente propício para sobreviver e se reproduzir.
O maior perigo dessa doença é que, muitas vezes, os sinais clínicos não são evidentes, sendo notados apenas quando a população de vermes já é grande o suficiente para debilitar o organismo do animal e colocar seu animal de estimação e sua família em risco. É por isso a vigilância deve ser constante.
Em algumas oportunidades, no entanto, os parasitas dão alguns sinais de que estão infestando o organismo dos animais, fique de olho. Saiba como identificar se o seu cão ou gato tem vermes:
  • Perda de peso: os vermes espoliam o organismo do animal, alimentando-se de proteína e/ou sangue proveniente dos tecidos, fazendo com que o animal absorva menos nutrientes do que necessita. Além disso, as lesões causadas comprometem a digestão e dificultam a absorção do alimento.
  • Fezes moles e com sangue: a aparência/consistência das fezes é um importante indicador da saúde dos animais. Fique atento ao seu formato, quantidade e cheiro. Se tiver alguma alteração persistente, consulte o veterinário.
  • Aumento de volume abdominal: nem sempre significa que o animal está engordando, ganhando  peso. Muitas das vezes o aumento de volume abdominal é um indicador de infestação maciça por vermes, dos mais variados tipos.
  • Prurido da região perianal (coceira no bumbum): é um sinal clínico comum nas infestações por algumas espécies de vermes e muito comum de se evidenciar. O animal arrasta essa parte do corpo no chão para tentar diminuir o incômodo.
  • Queda na imunidade e na resistência física: o dono também pode perceber por meio da diminuição do ritmo das atividades normais do animal e, eventualmente, sua feição de tristeza. É preciso não confundir com as expressões de tristeza para ganhar comida ou para pedir para passear. Trata-se de um desânimo constante, praticamente um quadro de depressão. Isso pode facilitar o desenvolvimento de outras doenças.
  • Perda de apetite: outro sinal clínico que é bastante fácil de ser percebido é a falta de vontade de comer.
  • Atraso no crescimento: pode ser observado no caso de filhotes.
  • Perda do brilho nos pelos: a pelagem fica mais fosca. Isso pode ser notado, principalmente, na hora do banho.
  • Diarreia: esse problema não é incomum nos animais, especialmente quando eles comem alimentos inadequados. Mas, quando estão contaminados com vermes, a diarreia é constante e as fezes podem conter ovos que facilitam a identificação do quadro de verminoses.
  • Vômito: em casos mais extremos, o quadro gastroentérico pode causar vômito associados à diarreia.
  • Dor abdominal: pode ser percebida, em casos extremos, à palpação da região.
  • Anemia: percebe-se quando as mucosas não estão avermelhadas. Os vermes que se alimentam de sangue fazem com que o animal apresente um quadro anêmico. Em alguns casos, o animal fica apático e pode, até mesmo, chegar a evitar brincadeiras.
  • Dermatites: o ciclo de vida de algumas espécies de vermes pode cursar com uma fase de migração cutânea, como por exemplo, os Ancilostomídeos, que causam o “bicho geográfico” em humanos.

Vermifugação:
A importância da vigilância e prevenção

É importante saber que o vermífugo não têm ação preventiva como uma vacina. Seu cão ou gato devem ser vermifugados periodicamente tomando como base três fatores principais:

  • Idade do animal
  • Tipo de residência
  • Frequência de passeios ou de acessos à rua

Veja aqui alguns exemplos de um Programa de Vermifugação ideal. Consulte sempre o clínico veterinário.

Quer receber mais informações sobre vermifugação?

Antiparasitários de amplo espectro.

Vermifugação na MEDIDA CERTA para cada peso e idade de cães e gatos.

Antiparasitário de amplo espectro

Parasitas que infestam os cães, como cestódeos e nematódeos, pedem um tratamento à altura. Por isso desenvolvemos Maxiverm. Um vermífugo plus feito sob medida: seu custo-benefício é o melhor da categoria.
Consulte o clínico veterinário.